Translate Me!

Gato Preto



Segunda passada
noite
um filhote de gato preto me visitou
apertou o botão de memória em mim
tanta coisa apareceu...
o conto de Poe
símbolos...

Não acredito em maus agouros
e bem recepcionei meu visitante...

Sorte dele as cachorras estarem a passear...

Parecia procurar algo
foi ao quarto
à sala
à cozinha
à àrea
miava fino
criança ainda...

seria fome?

Fui à área
minhas companheiras não andam satisfeitas
ração pelo chão...
e ele parece ter entendido meu pensamento
auxiliou na organização
pareciam satisfazer aqueles biscoitos caninos...

Meu cardápio pessoal
espetinhos completos
fome espalhada pela casa
mandioca ao chão
não refugou, meu companheiro

Satisfeito, desapareceu
as meninas voltaram da rua
e se o encontrassem por ali?

Nenhum sinal
nem barulhos
sem latidos
(elas são escandalosas com tais visitas)
sem miados
sem barulhos de porta
nada...

A tv já me esperava
mais um dia de CQC...

0 ponto(s) de vista sobre esse poema:

Quem sou eu

Minha foto
Marcio Pacheco
I was born in 1978, in Itauçu. A very small town in the heart of Brazil...
Visualizar meu perfil completo

Meu Perfil no Facebook

Postagens mais visitadas

Deixe seu recado...


Seguidores

Torne-se um Leitor

 

Sobre mim!

Neste blog você encontra as poesias que fui escrevendo ao longo de minha vida. A grande maioria delas tem caráter auto-biográfico, mas nem todas. A sua missão é entrar em meu mundo, que agora abre as portas para você, e descobrir quem sou eu.

Meu nome é Marcio Pacheco. Sou formado em Letras (Português/Inglês), pela UFG e bacharelando em Informática pelo IFG Inhumas GO. Também sou missionário da RCC, desde 1996 e fundador do blog de reflexão do evangelho A Boa Semente.

Se quiser, visite meu perfil no facebook, adicione o meu twitter ou, simplesmente, mande-me um email.

Deus te abençoe sempre!

Visitem, também, meu mais novo projeto, o Vocenanet.com.